spot_imgspot_img

Abel Ferreira analisa jogo do Palmeiras e desabafa: ‘ Não me metam em jogos políticos’


O treinador Abel Ferreira concedeu a tradicional entrevista coletiva pós-jogo, depois do Palmeiras vencer o Cuiabá, pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O Verdão venceu por 1 a 0, com gol de Gabriel Veron e recuperou a liderança da competição.

O treinador do Palmeiras analisou a vitória da equipe, agradeceu ao torcedor pelo apoio após a eliminação na Copa do Brasil e desabafou sobre a situação com os jornalistas Mauro Cesar Pereira e Luis Augusto Simon.

Para saber tudo sobre o Palmeiras siga Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Análise da partida

Abel fez uma análise sobre a forma do Palmeiras enfrentar equipes que atuam com bloco baixo e com cinco jogadores no corredor central.

-Quando joga contra uma equipe que têm três zagueiros no corredor central e dois volantes na frente, três e dois são cinco, ou seja, o corredor central está preenchido, se tu quiseres ir por dentro, você vai bater na parede e o adversário vai te ferir na transição. Nestes tipos de jogos, nós utilizamos nossos jogo posicional pelo corredor, então nossos jogadores sabiam que nossas rotas de ataque eram por foras, com cruzamentos de linha exterior, com arremates exteriores ou com ações individuais-, analisou Abel Ferreira.

Torcida Alviverde

O comandante do Verdão fez um agradecimento ao torcedor palmeirense pela forma que lidaram com a eliminação da Copa do Brasil. O Palmeiras contou com mais de 39 mil pessoas incentivando a equipe no Allianz Parque.

-Acho que a resposta dos torcedores é essa, continuem a fazer exatamente isso, nós acreditamos em vocês. Para mim é um orgulho e cada dia que passa tenho mais convicção na decisão que tomei de continuar a treinar este clube. Realmente o que nossos torcedores estão fazendo, com calma, paciência e sempre a puxar pela equipe. Temos uma grande gratidão e nossos jogadores também sentem-, agradeceu o treinador do Palmeiras.

Desabafo

Abel desabafou sobre os insultos dirigidos pelos jornalistas Mauro Cesar Pereira e Luis Augusto Simon, após a fala do treinador sobre o Gabriel Veron na coletiva pós-jogo da última quinta-feira(14).

-Na última vez que falei no contexto do Gabriel Veron, dois ou três jornalista mal itensionados levaram isso para outro lado, quando eu falo, é sempre no contexto do futebol. A liberdade de imprensa é fundamental para a democracia, mas têm limites e a falta de respeito e ofensa é o limite. Eu falei do Veron e dos jogadores brasileiros, não generalizei, não me metam em jogos políticos, não me metam em problemas de sociedade. Eu vim para o Brasil para ser treinador de Futebol dentro das minhas qualidades e capacidades, se quiserem me criticar, que me critiquem como treinador: ‘ É fraco’, ‘ não ganhar’, ‘equipe não faz gols’… Agora ofender, tal como na democracia existem regras e vão ter que responder no sítio certo-, desabafou o técnico português.

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira(21), contra o América-Mg, às 20h(de Brasília), no estádio Independência, pela décima oitava rodada do Campeonato Brasileiro. A partida pode marcar as estreias de Flaco López e Miguel Merentiel.











Source link

Get in Touch

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img

Related Articles

spot_img

Get in Touch

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

Latest Posts