spot_imgspot_img

Covid-19: Argentina autoriza aplicação de vacinas vencidas




Órgão de saúde que liberou a medida se tornou alvo
de denúncias

A Administração Nacional de Medicamentos, Alimentos
e Tecnologia Médica da Argentina (Anmat) estendeu a data de validade de vacinas
contra a covid-19. Em algumas marcas, o prazo foi prorrogado por 12 meses
depois da data marcada no registro do produto. O órgão tem recebido críticas e
denúncias. Gabriela Neme, deputada de oposição, acionou a Justiça contra a
Anmat.

As vacinas contra a covid-19 Pfizer, AstraZeneca,
Janssen e Sputnik V têm registro local e maior facilidade para essa mudança de
data de validade no país. Já os imunizantes feitos pela Moderna, Sinopharm, Cansino
e Human Vaccines LLC são autorizados pelo Ministério da Saúde da Argentina,
mesmo após o prazo indicado na produção, “enquanto dure a emergência
sanitária”.

Em nota, o órgão declarou que seguem sendo
realizados “estudos de estabilidade” para que se possa “avaliar a possibilidade
de prolongamento da vida útil” desses produtos. A Anmat, contudo, não
especificou quais têm sido os critérios para a extensão para cada marca de
imunizante. Reclamações citam uma prorrogação que varia de seis meses a um ano.

LEIA TAMBÉM: 


[ad_2]
Source link

Get in Touch

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img

Related Articles

spot_img

Get in Touch

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

Latest Posts