spot_imgspot_img

Brasil é hexacampeão Mundial Universitário de Futsal


A Seleção Brasileira feminina volta para casa com a medalha de prata. Os jogos aconteceram no Complexo Multiusos, em Guimarães, Portugal

Depois de uma semana de competição, com seis vitórias em seis confrontos, neste domingo (24), a Seleção Brasileira masculina conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial Universitário de Futsal 2022. Com o feito, a equipe sagra-se hexacampeão na competição. A final foi contra a Ucrânia. No feminino, o confronto foi contra o time da casa, Portugal; que venceu nos pênaltis. A Seleção Brasileira feminina volta para casa com a medalha de prata. Os jogos aconteceram no Complexo Multiusos, em Guimarães, Portugal.

Masculino

De todos os adversários que o Brasil enfrentou na fase de grupos da competição, a Ucrânia foi o único que não perdeu com o placar zerado. Com um elenco bem preparado fisicamente e um goleiro acima da média, a seleção ucraniana mostrou desde o início que, assim como o Brasil, era uma das favoritas ao título. E a final, neste domingo, só comprovou que o duelo era mesmo entre gigantes, com uma partida dramática, agressiva e dinâmica.

A Ucrânia abriu o placar aos 6 minutos do primeiro tempo, em um lance que não permitiu reação do goleiro brasileiro Schutt. E um segundo gol também no primeiro tempo deixou o Brasil ainda mais alerta que aquela não seria uma partida fácil. A reação verde e amarela começou faltando 3 minutos para acabar o primeiro tempo, com um gol de Rafa Stocker – que marcou mais um na sequência e deixou o placar todo igual: 2 a 2.

“O jogo foi muito tenso e isso atrapalhou um pouco. O confronto foi tático, gelado, tivemos que correr mais atrás do jogo e isso gastou mais energia. Como grupo, tivemos que ser fortes e resilientes, e todos tiveram que estar prontos para qualquer momento. Acho que isso foi o central para mim na partida, a gente conseguir correr atrás em todos os momentos e não desistir nunca”, pontua Bruno Silva, técnico da Seleção Masculina.

Na volta do intervalo o time adversário tentou abrir vantagem, e marcou mais dois gols, mas Juninho e Murilo, do Brasil logo empataram tudo para 4 a 4. Com o fim do tempo regular a partida foi para a prorrogação, e Dudu e Vinicius foram os responsáveis pelos gols de desempate. Destaque para Schutt, que nos minutos finais do tempo extra defendeu incansavelmente as ofensivas da Ucrânia. Placar final: Brasil 6, Ucrânia 4. Além do ouro, o Brasil também deixa a competição com o título de hexacampeão mundial.

“Não tem outro sentimento se não alegria. Foi um jogo sofrido, digno de uma final, muito pegado fisicamente e com as duas equipes tentando sempre buscar o gol. A gente tem o sentimento de dever cumprido, porque sabíamos que tínhamos a melhor equipe, mas também mais responsabilidade e mais pressão. A gente soube lidar bem e conseguimos o feito de ser campeões”, destaca Vinicius Schutt, goleiro da Seleção Brasileira masculina.

Feminino

Foto: Bárbara Fernandes/CBDU

Se uma final de campeonato por si só já entrega fortes emoções, a final feminina do Campeonato Mundial Universitário de Futsal 2022, entre Brasil e Portugal, em Portugal – com a casa cheia – entregou emoção em dobro. O primeiro gol saiu com apenas 7 segundos do apito inicial. De autoria da camisa 9 do Brasil, Ana Luiza, o lance deu ainda mais motivação para ambos os times. O time da casa contava com uma arquibancada cheia e era empurrado por gritos e hinos. O Brasil buscava nada mais nada menos do que o hexacampeonato.

Portugal empatou o jogo na sequência, aos 3min do primeiro tempo, mas foi para o intervalo perdendo de 5 a 1 – com dois gols da Bia, mais um da Ana Luiza e um da Luana. No segundo tempo, faltando aproximadamente 4 minutos para acabar a partida, Portugal tinha marcado apenas mais um gol; 5 a 2 no placar para o Brasil. E que lindo placar para sagrar-se campeãs do mundo! Mas, como o esporte bem ensina, o jogo só termina quando acaba. Nesses 4 minutos restantes o time adversário não marcou só um gol, mas sim 3 – o último deles, o do empate, faltando (acredite se quiser) exatos 1 segundo para o apito. Tudo igual novamente: 5 a 5.

O jogo então foi para a prorrogação, mas os 10 minutos se passaram e nenhuma bola balançou a rede. Então sim, a decisão do título feminino foi para os pênaltis. A arquibancada estava inquieta, incansável. E chute a chute, defesa a defesa, Brasil e Portugal continuavam com o mesmo placar. Foi então que na última tentativa brasileira a bola não passou a linha do gol, e o time da casa – e todo o público – foram a loucura. Placar final: Portugal 5, Brasil 4, e medalha de prata para a Seleção Brasileira feminina.

Fonte: Jornal de Brasilia





Source link

Get in Touch

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img

Related Articles

spot_img

Get in Touch

0FansLike
3,430FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

Latest Posts