spot_imgspot_img

Vai acontecer o que? Lula pede votos antes do período oficial de campanha o que é proibido por lei


O ex-presidiário Lula perdeu o medo da justiça faz muito tempo. Afinal, a cada dia ele solta alguma pérola nova o que prova que a justiça no Brasil atualmente só tem “olhos” para um lado na política brasileira. A saber, o descondenado participou de um evento político com aliados em Teresina, no Piauí. 

O petista discursou ao lado do ex-governador do e candidato ao Senado Federal Wellington Dias (PT) e do candidato ao governo piauiense Rafael Fonteles (PT). Contudo, ao enaltecer o nome de Fonteles ao governo, Lula pediu voto descaradamente para ele e seus aliados. Vale frisar que esta atitude é proibida antes do início oficial da campanha eleitoral, programada para o dia 16 de agosto. 

Você pode gostar: Alfredo Scaff afirma que Brasil surpreende o mundo ao sair rápido da crise

Sem nenhum receio Lula pede votos para Wellington 

Em seu famigerado discurso Lula disparou: “Queria pedir para vocês, cada mulher ou cada homem do Piauí que tem disposição de votar em mim que tem disposição de votar no Wellington, eu queria pedir para vocês que no dia 2 de outubro vote em mim, vote no Wellington, mas primeiro vote no Rafael, porque ele vai cuidar do povo do Piauí.”

Por fim, o “supostamente” acusado de ser o autor do maior esquema de corrupção do mundo, ainda prometeu que, caso eleito, vai aumentar o salário mínimo todos os anos. 

Confira: Paulo Guedes dá show da XP “Brasil tá condenado a crescer por a 10 anos seguidos”

“Eles têm que saber que nós vamos garantir a refeição, o emprego, o aumento de salário mínimo, que vai ter que aumentar todo ano”, declarou. Lula ainda criticou o atual presidente da República por aprovar novos programas de transferência de rendas próximo ao período eleitoral.” Discursou o ex-presidiário e continuou.

“Ele vai dar dinheiro para taxista, para caminhoneiro, porque ele acha que o povo é gado, que o povo vai atrás do seu dono quando dá sal. E nós temos que dizer para o Bolsonaro: ‘Coloque o dinheiro na nossa conta, que nós vamos pegar esse dinheiro e comprar o que comer, o que vestir, comprar o que nós precisamos. Mas se ele pensa que esse dinheiro vai comprar voto, no dia 2 de outubro a gente tem que dar uma banana para o Bolsonaro, para que ele saiba que ele vai cair fora da governança”, declarou.

Leia também: Saidinha com os dias contados: Câmara aprovou o fim do benefício para bandidagem



Source link

Get in Touch

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_imgspot_img

Related Articles

spot_img

Get in Touch

0FansLike
3,434FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

Latest Posts