GDF lança campanha “Amor sem violência – quem namora, cuida” – Agência Brasília
GDF lança campanha “Amor sem violência – quem namora, cuida” – Agência Brasília

O Centro Educacional II do Riacho Fundo I foi o marco inicial da Campanha “Amor sem violência – quem namora, cuida”. A ação, uma parceria entre as Secretarias da Mulher, da Juventude, de Educação e o Instituto Avon, tem como meta promover ações sobre relações saudáveis entre os jovens. O lançamento aconteceu na tarde desta quarta-feira (12), data em que é comemorado o Dia dos Namorados.

A ideia é envolver toda a comunidade escolar e desenvolver atividades, como ações artísticas e culturais, rodas de conversa, palestras educativas, dinâmicas de grupo, veiculação de vídeos de conscientização e sensibilização e concurso de redação abordando o tema para sensibilizar os 80 mil alunos do ensino médio da rede pública de Educação do Distrito Federal.

imagem13-06-2019-03-06-45
imagem13-06-2019-03-06-45
Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

O secretário de Educação, Rafael Parente, conversou com os alunos do centro Educacional II durante o lançamento e pediu para que todos repetissem a seguinte frase: “Nós não vamos tolerar mais qualquer tipo de violência nas escolas”. O secretário lembrou que esses estudantes de hoje são os adultos de amanhã. “Se queremos, de fato, criar um mundo mais fraterno, com menos violência e com mais oportunidades e igualdade, precisamos começar pelas escolas”, disse.

Ele lembrou que no planejamento estratégico da secretaria há várias bandeiras, como o Educa DF e o a Educação para Paz, que também  fazem referência ao mesmo tema: o fim da violência nas escolas. “Essa transformação tem que começar aqui. São várias violências acontecendo hoje em nossa sociedade. Nossas escolas são micro-sociedades, reproduzem o que acontece na sociedade maior. Precisamos fazer alguma coisa para que essa micro-sociedades seja transformada e transforme essa sociedade maior”.

Lei Maria da Penha

imagem13-06-2019-03-06-48
imagem13-06-2019-03-06-48
A secretária da Mulher, Ericka Filippelli, lembra que o assunto é uma questão estabelecida na Lei Maria da Penha, que fala sobre a prevenção e a importância de levar o tema até as escolas. “É preciso conversar com a comunidade educacional sobre a importância da Lei Maria da Penha e do enfrentamento à violência”, destaca a secretária.

Ericka Filippelli ressalta a necessidade de que esses jovens, que estão iniciando os relacionamentos, tragam com eles essa percepção de como é um relacionamento abusivo e como enfrentar esse tipo de relação. “Precisamos multiplicar essa conscientização e evitar que cheguemos a números tão graves e sérios como temos visto”.

imagem13-06-2019-03-06-50
imagem13-06-2019-03-06-50
Para o secretário de Juventude, Léo Bijos, é fundamental trabalhar essa conscientização com os jovens, abordando todos os tipos de violência – a física, a verbal e também o bullying. “O que estamos fazendo é tentar celebrar o respeito com o outro, o amor, o abraço e a solidariedade. E isso está faltando muito. Nosso coração está muito machucado com tudo que vemos de tragédia. Imagina para esses meninos verem tanta violência e agressão. Por isso precisamos falar disso dentro da escola, levando essa mensagem para dentro das casas”.

A Coordenadora de Projetos do Instituto Avon, Mafoane Odara explicou que a Avon tem como compromisso falar sobre os tipos de violência. “Uma das formas mais eficazes de prevenirmos a violência é trabalhar com os jovens no seu poder de construir relacionamentos saudáveis. Essa é uma das causas que a Avon abraçou e uma das coisas que acreditamos é que para uma mulher ser plena e realizada e dona de si, ela precisa viver uma vida sem violência”.

Galeria de Fotos

Campanha Amor sem Violência
Campanha Amor sem Violência

 

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade