Governo amplia as ações do GDF Presente para mais quatro polos – Agência Brasília
Governo amplia as ações do GDF Presente para mais quatro polos – Agência Brasília

A partir de segunda-feira (15), o programa GDF Presente passa a contar com oito polos de atendimento no Distrito Federal. A ampliação das ações integradas de órgãos e secretarias do DF para melhoria das regiões administrativas foi anunciada no início da noite de quinta-feira (11) pelo secretário de Governo, José Humberto, em reunião com os administradores regionais, no Palácio do Buriti.

Passam a ser atendidos os polos Central (Cruzeiro, Sudoeste/Octogonal, Plano Piloto, Noroeste, Jardim Botânico, SIA e SCIA/Estrutural), o Central Adjacente 1 (Guará, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II, Águas Claras, Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Vicente Pires), Adjacente 2 (Varjão, Lago Norte e Lago Sul) e Leste (São Sebastião, Paranoá e Itapoã).

Os novos polos receberão 46 equipamentos da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), que disponibilizará outros 18 para os polos que já estavam em operação. Somando aos 151 já atuantes, são 215 equipamentos para atender às demandas. As ações tiveram início nas três áreas que mais receberam reclamações da população – além da área rural –, conforme levantamentos realizados pela Ouvidoria e nas redes sociais: Polo Oeste (Samambaia, Brazlândia, Ceilândia e Taguatinga), Polo Sul (Gama, Recanto das Emas, Riacho Fundo II e Santa Maria) e Polo Norte (Fercal, Planaltina, Sobradinho e Sobradinho II). Houve alteração na composição dos primeiros polos para atender melhor às regiões.

O DF Presente foi iniciado em 13 de maio e tem seu eixo de atuação baseado nos resultados do SOS DF, que organizou forças-tarefa para solucionar de forma imediata os problemas emergenciais nas cidades do Distrito Federal. O programa atende demandas como limpeza de ruas, retiradas de entulho, galhos e troncos de árvores, além de operações tapa-buracos. Fazem parte das ações a CEB, a Caesb, a Novacap, o DER/DF, o SLU e o Detran/DF, além das secretarias de Cidades, de Governo e de Agricultura.

Emergências

O governador Ibaneis Rocha esteve na reunião com os administradores regionais e solicitou a eles que façam um levantamento das áreas mais críticas das suas regiões passíveis de soluções imediatas. O objetivo é minimizar problemas que se repetem ao longo dos últimos anos e que possam ser minimizados no período de chuvas no DF, previstas a partir de setembro.

O governador também quer que pontos de pouca ou má luminosidade sejam identificados, para a instalação ou substituição de lâmpadas de led. A medida dará mais segurança para pedestres e motoristas e servirá para combater a criminalidade. “Esse segundo semestre será de muita ação. Os pontos de gargalos deverão ser identificados e as obras, priorizadas”, avisou.