O acordo foi assinado durante a solenidade que marcou o Dia D de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho, na Estação Cidadania (Metrô -112 Sul).

Um Acordo de Cooperação Técnica celebrado nesta quarta-feira (27/03) entre a Secretaria de Justiça do Distrito Federal (Sejus-DF) e a Secretaria de Trabalho do DF (Setrab-DF) possibilitará a implementação de ações conjuntas que vão permitir a ampliação dos projetos de empregabilidade da pessoa com deficiência no mercado de trabalho do DF, com apoio na intermediação de mão de obra e a qualificação profissional.

O acordo foi assinado durante a solenidade que marcou o Dia D de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho, na Estação Cidadania (Metrô -112 Sul).  Representando o governador Ibaneis Rocha na cerimônia, o secretário da Sejus, Gustavo Rocha, assinou o documento e, em seguida, anunciou também a reestruturação do Centro de Intérpretes de Libras – CIL. “Vamos priorizar a reestruturação e recompor a central de libras. Unir esforços e possibilitar ações que possam fomentar a empregabilidade e a inclusão de pessoas com deficiência”, afirmou. Também assinou o documento o Secretário de Estado de Trabalho do Distrito Federal, João Pedro Ferraz dos Passos.

Gustavo Rocha anunciou ainda, durante o evento, a publicação de Decreto no Diário Oficial do DF desta quarta-feira, assinado pelo governador Ibaneis Rocha, do Programa Voluntariado em Ação. “A população de Brasília é solidária, querem ajudar, querem participar. Temos 18 mil voluntários cadastrados, mas não havia um programa que possibilitasse que esses voluntários pudessem atender a comunidade, agora temos”, explicou o secretário da Sejus.

Pessoa com deficiência

Sobre as ações para as pessoas com deficiência, Gustavo Rocha ilustrou que existem aproximadamente 105 mil pessoas somente com deficiência auditiva no DF.  “A ideia é facilitar a pauta dessas pessoas, que sempre foi prioritária para mim. Elas têm uma dificuldade maior em conseguir emprego. Por isso, precisamos fomentar e facilitar o acesso dessas pessoas ao trabalho”, disse. “A intenção é que esse tipo de iniciativa seja contínua, para que elas possam ter condições de sustentar suas famílias e contribuir para o país por meio de seu trabalho”, completou.

No evento do Dia D, iniciado hoje e que continua no Metrô nesta quinta-feira, cerca de 300 vagas de emprego foram ofertadas para pessoas com deficiência e 33 empresas participaram da ação. Ao mesmo tempo que são ofertadas as vagas de trabalho, a Sejus e a Setrab fizeram o acordo de aperfeiçoamento com vistas a capacitar pessoas com deficiências para diminuir a dificuldade na busca de um emprego e oferecer maior dignidade a essa população.

O subsecretário de Direitos Humanos da Sejus, Juvenal Araújo, também destacou a importância dessa ação em benefício das pessoas com deficiência. “O Dia D é a maior ação no DF promovida pelo governo na questão da empregabilidade da pessoa com deficiência. São mais de 30 empresas que receberam nosso chamado para fazer a pré-seleção dessas pessoas”, comemorou.

Portador de deficiência auditiva, Marcos Soares está à procura de um emprego como agente de agente de portaria há dois anos. Conta que tem dificuldades de conseguir uma vaga por conta da deficiência. “Essa ação é muito boa porque nos dá oportunidade. É muito difícil encontrar um trabalho. Tem muita gente desempregada”, explicou.

 Voluntariado

Já o Programa Voluntariado em Ação é uma iniciativa da Secretaria de Justiça e Cidadania, coordenado pela subsecretaria de Direitos Humanos. Para o secretário da Sejus-DF, Gustavo Rocha, “a ação é importante para somar forças em torno de iniciativas que permitam a redução das desigualdades sociais e a melhoria da qualidade de vida da população”.

Constitui medida a ser utilizada, não somente no âmbito da Administração Pública Distrital, como também, para somar esforços de todas as esferas do setor público, do terceiro setor e da iniciativa privada em prol de estimular e fomentar ações voluntárias de cidadania, com vistas à participação ativa da sociedade.

*Com informações da Secretaria de Justiça