Casal cristão é espancado e expulso de casa por devotos do hinduísmo
Casal cristão é espancado e expulso de casa por devotos do hinduísmo
PROPAGANDA

O hinduísmo é uma das religiões mais antigas na face da Terra. Ela tem como característica da sua mística e variada doutrina a crença na reencarnação para evolução das almas, assim como o culto de mais de 300 milhões de deuses diferentes, entre eles, até mesmo animais que vivem entre os humanos.

PROPAGANDAPROPAGANDA

Infelizmente, entre os adeptos do hinduísmo também há os radicais, que não toleram qualquer outra expressão de fé, como a cristã. Nos últimos anos, com a ascensão dos discursos ultra-nacionalistas no meio político da Índia, esses extremistas estão ganhando força, e com eles a violência.

O cristão indiano Rupesh e sua esposa, que tiveram seus nomes verdadeiros ocultados por razão de segurança, foram vítimas dos hindus mais radicais. Convertido ao Evangelho de Jesus Cristo aos 24 anos, o homem abandonou a doutrina do hinduísmo para seguir a Bíblia Sagrada.

Na sua aldeia, os radicais souberam que Rupesh havia se tornado cristão. “Os extremistas hindus vieram em uma grande multidão e cercaram a nossa igreja”, disse à organização Portas Abertas.

“Eles exigiram que parássemos de orar em nome de Jesus e, em vez disso, voltássemos à fé animista. Nós fomos ameaçados com consequências terríveis se não prestássemos atenção. Aproximadamente 50 deles passaram a derrubar a igreja, enquanto assistíamos impotentes”, destacou o cristão.

Radicais no hinduísmo

O ataque à igreja de Rupesh não foi o único. Apesar de ameaçados pelos seguidores do hinduísmo, o cristão se manteve determinado com sua família e irmãos de fé em continuar seguindo o Evangelho.

“Os extremistas hindus estavam nos observando, sabíamos disso, mas não desistimos. Deus nos chamou para adorá-Lo juntos. Em vez de um grande grupo, passamos a nos reunir entre duas ou três famílias e oramos juntos”, disse Rupesh.

Cerca de duas semanas depois, porém, os devotos hindus invadiram a casa de Rupesh e arrastaram para fora ele e a sua esposa. “Em voz alta, eles gritaram ameaças pedindo para eu sair. Com profundo ódio, eles disseram: ‘Como ousa desobedecer o que dissemos?’”, contou o cristão.

“Os golpes que senti em minhas costas e barriga me fizeram chorar de dor. Minha esposa não foi poupada, e eles também a atacaram. Eu não pude fazer nada para salvá-la. Homens fortes me seguraram de ambos os lados”, continua Rupesh.

“Enquanto davam golpes, eles repetidamente perguntavam por que eu me chamava de cristão. A cada golpe eles diziam: ‘Você ainda vai à igreja?’ Através da dor, eu só repeti o que sabia. Eu continuei tentando dizer: ‘Jesus é real. Eu vi a bondade do Senhor. Ele é misericordioso e dá vida’”, relata.

Finalmente, os praticantes do hinduísmo destruíram a casa que Rupesh morou por 20 anos e em seguida levaram ele para a floresta. Orando em silêncio, ele pediu para que Deus salvasse a sua vida e os hindus então lhe soltaram.

Atualmente Rupesh e a sua esposa recebem o auxílio da organização Portas Abertas. Mesmo com dificuldades, eles não querem abandonar a comunidade, porque sabem que anunciar o Evangelho de Cristo é também um dever.

“Eu não quero sair da minha aldeia para nenhum outro lugar. Eu vou ficar. Só então o nome de Deus será espalhado na minha aldeia”, conclui Rupesh.

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade