Curso de costura é usado como para discipular mulheres no Paquistão

0
29
Curso de costura é usado como para discipular mulheres no Paquistão
Curso de costura é usado como para discipular mulheres no Paquistão

ANÚNCIO

Com a taxa de alfabetização em todo o país bem abaixo de 60%, o Paquistão enfrenta diversos problemas sociais, especialmente a população cristã, que é discriminada por seguir a Cristo em um país onde o islamismo é a religião oficial. Pensando nisso, missionários iniciaram cursos de costura como estratégia evangelística para mulheres.

ANÚNCIO

O projeto é chamado de “Iniciativa de Discipulado das Mulheres” e tem vários objetivos. Um deles é fornecer melhoria econômica para às famílias cristãs, já que os homens cristãos no Paquistão são tratados como inferiores. Eles só podem trabalhar como limpadores de esgoto nas ruas.

Assim, aprendendo a costurar, as mulheres conseguem fazer vestidos e outras peças de roupas para vender, auxiliando na renda da família. Além disso, nos centros de costura elas também são alfabetizadas, e da melhor forma possível: aprendendo a ler a Bíblia Sagrada.

“Essas mulheres querem ajudar seus maridos porque seus salários são muito baixos”, disse Nehemiah, um informante do Mission Network News que integra o projeto. O seu nome verdadeiro não pode ser revelado por motivos de segurança.

ANÚNCIO

“Nesses centros, elas não estão apenas aprendendo a costurar vestidos maxi, mas também aprendendo a ler a Bíblia”, disse ele, lembrando que uma das mulheres ao chegar no centro estava usando um tradicional vestido islâmico, preto, cobrindo todo o seu corpo.

ANÚNCIO

Entretanto, a mulher pediu uma Bíblia de presente e já no outro dia apresentou uma mudança radical.  “Na manhã seguinte vimos a mesma garota. Ela não estava usando o vestido preto; ela estava vestida de vermelho para se alegrar no Senhor vestindo cores. E esse foi o sinal da salvação”, disse Nehemiah.

Por fim, o missionário pede para que os cristãos orem pela vida dessas mulheres, a fim de que elas tenham coragem para aprender e transformar suas vidas em um país que atualmente ocupa a posição número 5° na lista mundial de perseguição religiosa.

“Por favor, ore pela coragem de que essa situação de perseguição não impeça as mulheres [de estender a mão] para outras mulheres ou [compartilhar] a Palavra de Deus”, diz ele.

ANÚNCIO