Desempregada e separada, mãe já vendeu até alguns móveis da casa para comprar comida para as filhas

0
104

[faceturbo]A filha mais velha ainda está sofrendo bullyng na escola porque suas roupas são velhas, “bem surradas”

Por Carlos Leal DRT/DF 8947

Visitamos a casa de Elisângela de Sousa Santos 40 anos, diarista, que desde a separação mora em um barracão alugado, onde constatasmos que toda ajuda será muito bem aceita e agradecida.
Quando chegamos, as filhas Lorrane 6 e Maria Clara 3 anos, ainda estavam sem tomar o café da manhã porque não tinha pão. A geladeira e as latas estavam vazias e o botijão que era emprestado pela vizinha estava bem leve. As contas de água, luz e o aluguel também estão atrasadas, mas casa estava brilhando de tão limpa, demonstrando que a diarista mesmo com tantos problemas não se entrega ao desleixo.

Elisângela contou que a situação piorou muito desde que o benefício da Bolsa Família foi reduzido de R$700,00 para apenas R$100,00, “eu contava com a Bolsa Família, mas também fazia diárias para complementar a renda”, falou com tristeza no olhar. Não bastasse isso, a mãe contou que Lorrane estuda na Escola Municipal João Elísio e por ir quase sempre com as mesmas roupas “surradas”, a filha está sofrendo bullyng por parte dos colegas que dizem palavras humilhantes entristecendo a menina. (Orientamos a mãe a procurar a direção da escola e denunciar o problema.)

FONTE : TV CMN[/faceturbo]