SALA DE IMPRENSA ABBP | Izalci Lucas: “Não existe clima para analisar impeachment de ministro do STF nem do presidente Bolsonaro” – Estrutural On Line

0
31
SALA DE IMPRENSA ABBP
SALA DE IMPRENSA ABBP

Para o senador, o foco prioritário é salvar vidas, salvar empresas e salvar empregos. “Precisamos união de todos”

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) foi o entrevistado da semana da Sala de Imprensa ABBP, na manhã desta quinta-feira (28). Para o representante do Distrito Federal no Senado, não existe clima no atual momento político do País para que seja discutido o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal e tampouco do presidente da República, Jair Bolsonaro.“Nesse momento é quase impossível discutir impeachment desde ministro do STF, quanto do presidente Bolsonaro”, afirmou o parlamentarIzalci lamentou que hoje existam muito radicalismo de todos os lados, muita interferência com poderes atropelando a competência dos outros. O senador destacou que essas interferências não partem apenas do Judiciário, mas também do Executivo e do Legislativo, principalmente sobre as questões políticas. “A hora é de união de todos os poderes”.Nós temos um problema sério, diz Izalci, que é a questão da pandemia. “Deveríamos todos estar focados nisso, precisamos da união de todos os poderes. Deveríamos estar todos caminhando na mesma direção. Infelizmente muitos levam para a questão eleitoral, o populismo. Eu não vejo clima hoje, o nosso foco prioritário é salvar vidas, salvar empresas e salvar empregos”, ressaltou.O parlamentar adiantou que na semana que vem será votado no Senado um projeto de lei que combate as notícias falsas. O projeto 2.630/2020 institui a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, criando mecanismos para garantir mais transparência nas redes sociais e em serviços de troca de mensagens, como o WhatsApp.O senador Izalci Lucas disse que é importante essa discussão para inibir a proliferação de notícias falsas, as chamadas fake news, que segundo ele, contaminam a sociedade como um todo. A votação deve acontecer na próxima terça-feira (2).O projeto (PL 2630/2020) é de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). O texto traz regras para o uso e operação de redes sociais e serviços de mensagem privada via internet, com o objetivo de coibir abusos e manipulação.Nesta quarta-feira (27), a mando do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, aconteceu uma operação da Polícia Federal para apurar assédio virtual e notícias falsas contra membros do STF. Entre os alvos, parlamentares, empresários e comunicadores ligados ao presidente Jair Bolsonaro. Para Izalci, a ação demonstra que o Congresso precisa elaborar uma legislação para coibir a prática de fake news. Por Ricardo CaladoPortal do Calado