PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores | Poder360

0
37
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores
PGR investiga desvios de procuradores em gestões anteriores

O procurador-geral da República, Augusto Aras, tem analisado com cuidado os balanços e o gerenciamento de gestões anteriores à sua no comando do Ministério Público Federal. Várias irregularidades estão sendo encontradas, que vão de bancos de dados secretos a atos de improbidade por parte de integrantes do MPF.

Receba a newsletter do Poder360todos os dias no seu e-mail

Uma dessas irregularidades já foi parcialmente divulgada: possível falha e fraude no processo de escolha da lista tríplice –os 3 nomes que os procuradores escolhem para sugerir ao presidente a República a respeito de quem deve o ocupar a chefia da PGR.

Augusto Aras não participou desse processo de lista tríplice. No governo de Jair Bolsonaro cresceu a percepção de que houve uma “sindicalização” dos procuradores da República. É uma corporação pequena (cerca de 3.000 integrantes com direito a voto), com pouca transparência (não se conhece em detalhes os gastos do Ministério Público) e altos salários na comparação com o restante da população.

A lógica de Bolsonaro foi a de que não faz sentido que cerca de 3.000 pessoas possam definir quem será o procurador-geral da República e não o presidente que, em geral, é eleito com mais de 50 milhões de votos. Por essa razão, Bolsonaro ignorou a lista tríplice e escolheu Augusto Aras.

Na busca de dados sobre o gerenciamento da PGR, Augusto Aras recebeu, segundo apurou o Poder360, relatórios sobre superfaturamento de contratos, bancos de dados secretos aos quais o acesso era difuso e sem regramento e atos de improbidade.

Uma prática que foi muito usada em gestões anteriores era o pagamento em dobro de diária para procuradores que estavam fora de suas sedes. Muitos passaram a dobrar o salário. Esse tipo de procedimento foi aos poucos eliminado por Augusto Aras, o que provocou muita reação de colegas.

 

Continuar lendo