Ela emagreceu 45kg em menos de 5 meses com reeducação alimentar e exercícios

0
77
Ela emagreceu 45kg em menos de 5 meses com reeducação alimentar e exercícios
Ela emagreceu 45kg em menos de 5 meses com reeducação alimentar e exercícios

Emagrecer de forma definitiva não é fácil, e os motivos são muitos. Para alguns, a dificuldade em abandonar os maus hábitos alimentares fala mais alto; para outros, são problemas de saúde que dificultam.

No caso da dona de casa Lorena Martins, de 30 anos, o sobrepeso já fazia parte da vida desde a infância. Quando teve seus filhos, o peso subiu ainda mais, o que é bem comum. E quanto mais o peso aumenta, mais difícil fica de eliminar.

Mas, chegou a um ponto em que Lorena queria se sentir livre para poder comprar as roupas que gostasse, e não apenas as que servissem. Então, ela tomou uma decisão e também uma atitude de mudar. Com isso, em apenas 4 meses e meio ela eliminou 42 quilos de sua vida.

Casamento e gestações

imagem23-05-2020-08-05-45
imagem23-05-2020-08-05-45
Crédito: Arquivo pessoal

Para quem nunca sofreu com a obesidade ou por engordar com muita rapidez, é fácil falar. Mas, para quem já é acostumado com maus hábitos desde a infância, é preciso fazer toda uma transformação no seu modo de pensar e de viver para que essa transformação se torne física. Muitas vezes, leva anos até que uma tentativa funcione de verdade, e foi assim com Lorena.

“Eu já era gordinha desde a infância, tinha uns 10 kg acima do peso que deveria. Aos 14, eu cortei gorduras, emagreci e consegui manter até os 16. Mas aos 17 anos eu casei, comecei a engordar de novo e aí desandou tudo”.

O casamento foi aos 17, e com 20 anos veio o primeiro filho. Nessa fase, Lorena chegou aos 111 quilos. Depois que o bebê nasceu ela conseguiu eliminar um pouco e chegar aos 95 quilos, mas ainda era bastante para uma pessoa de 1,65 de altura.

Depois de 3 anos, veio o segundo filho. Nessa gestação foram 12 quilos a mais, e quando o bebê nasceu só 4 quilos foram embora. Estabilizada nos 103 quilos, e já acostumada a se ver assim no espelho desde pequena, Lorena não se enxergava como obesa, apenas um pouco acima do peso.

Tentativas que não deram certo

Mesmo não achando que estava obesa, a ponto de poder prejudicar sua saúde física e emocional, Lorena não estava confortável e autoconfiante com o próprio corpo. Então, buscou formas de emagrecer do jeito certo, com auxílio de profissionais.

“Eu cheguei a ir em endocrinologista e nutricionista umas três ou quatro vezes, só que não conseguia seguir as dietas que me passavam. Tomei remédio e ele fez com que eu emagrecesse 5 kg, mas voltei a engordar.”

O desafio do emagrecimento sempre foi grande, pois existem muitas questões envolvidas. Mas, Lorena queria ser mais forte e precisava de um impulso; uma motivação por si mesma, e não pelos outros.

“Um dia eu gostei de uma roupa que vi na vitrine, experimentei e a roupa serviu. Eu fiquei muito feliz e vi como era gostosa a sensação de conseguir comprar uma roupa que gostei”. Foi nesse dia que ela decidiu que iria emagrecer para que esta sensação voltasse a se repetir.

Reeducação alimentar

Depois do momento-chave em que Lorena decidiu que iria emagrecer de verdade, e de uma vez por todas, ela começou a agir.

Depois de ter consultado médicos várias vezes e pesquisar muito sobre o que deveria fazer para eliminar o peso extra, Lorena sabia muito bem que a sua alimentação precisava mudar de forma radical.

Então, ela começou logo pelo principal: eliminou pão, bolacha, açúcar, massa branca, refrigerantes e outras fontes não saudáveis de carboidratos. Ela substitui por opções mais saudáveis, integrais e com adoçantes, na medida certa.

Além dessa mudança, Lorena se regrou para comer de 3 em 3 horas e, assim, não ficar sentindo fome o tempo todo, nem tanto desejo por comida.

Na primeira semana, 3 quilos já foram eliminados. Geralmente, esse peso rápido está no corpo na forma de líquidos retidos, então é a parte mais fácil, mas que também é motivadora. O importante é persistir a partir daí, que é quando o corpo começa a queimar a gordura extra.

“Eu fui substituindo os alimentos, comecei a comer mais legumes, cuscuz com fubá que me dá saciedade, não foi muito difícil. Fui fazendo isso sozinha porque quando eu ia na nutricionista não conseguia seguir as dietas”, relembra.

Atividade física

imagem23-05-2020-08-05-45
imagem23-05-2020-08-05-45
Crédito: Arquivo pessoal

Lorena também sabia o quanto era importante começar a se exercitar para que todo o esforço com a alimentação tivesse efeito. O exercício fortalece músculos, evita flacidez, além de fazer todos os sistemas do corpo trabalharem em um ritmo mais saudável.

Então, ela começou a fazer caminhadas e foi aumentando os exercícios de forma gradual. “No começo fazia só 30 minutos. Conforme fui emagrecendo, fui aumentando o tempo e cheguei a fazer uma hora e meia de esteira andando a 5, 6 km/h. Só no quinto mês que comecei a fazer musculação”.

Em 2015 Lorena teve uma nova conquista: conseguiu se exercitar correndo. Então, em 2016 ela resolveu voltar ao consultório de um nutricionista, pois agora sabia que seria fácil seguir uma alimentação para ganhar músculos. Ela passou a correr 3 vezes por semana e a fazer musculação de segunda a sexta-feira.

“Adquiri gosto por alimentação saudável e atividade física e agora me sinto mal quando não vou à academia. Emagreci mais de 40 kg, mas agora estou com 68 kg, porque ganhei massa magra, e consigo manter bem”. 

Veja também: Com problemas de saúde, mulher emagreceu 63 quilos