A Polícia Civil do Distrito Federal encontrou os restos mortais de Franciele da Silva Moreira, 22 anos. A ossada da mulher estava enterrada numa área de cerrado, às margens da DF-220, no sentido Poço Azul, nas redondezas de Brazlândia. O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado para recolher o material e fazer a perícia no local. De acordo com as investigações, Franciele foi sequestrada, assassinada e enterrada.
Ela foi morta em 4 de dezembro de  2016, em uma chácara na BR-080, em Brazlândia.

Os principais suspeitos do crime, o ex-marido , 43 anos, e o filho dele, 24, estão presos preventivamente desde segunda-feira (10/12).
(foto: Reprodução)
De acordo com o delegado-chefe da 18ª Delegacia de Polícia, em Brazlândia, Adval Cardoso, o companheiro da vítima não aceitava o fim do relacionamento. No dia do assassinato, ele teria ligado para a ela pedindo que fosse até a casa dele, em Brazlândia. Chegando ao local, eles começaram uma briga.
Fonte: Correio Braziliense