Saber onde e como investir o dinheiro pode parecer uma tarefa complicada. A tecnologia, porém, é uma valiosa aliada na tomada de decisões. Nos últimos anos, com a popularização de robôs investidores, operações comandadas por algoritmos têm se mostrado eficazes e rentáveis. Esse tipo de ferramenta se consolidou, inclusive, no universo dos bitcoins, com plataformas como o Atlas Quantum, que identifica onde comprar e vender as criptomoedas e executa automaticamente as transações para multiplicar sua rentabilidade.

Manejar o dinheiro no mercado e fazê-lo render exige tempo e conhecimento do investidor. Nem todos dispõem desses dois requisitos. Foi justamente com a intenção de dar suporte a quem encontra esses obstáculos que os robôs investidores surgiram.

Eles são programados para fazer transações financeiras e potencializar lucros. A praticidade do modelo é uma de suas principais vantagens. Enquanto o investidor se ocupa de suas tarefas diárias, o robô trabalha, programado para encontrar oportunidades que aumentem os rendimentos. Como funciona a partir de parâmetros claros e objetivos, elimina a possibilidade da emoção nublar decisões que podem resultar em prejuízo. Também mostra-se útil para investidores de primeira viagem, com pouco conhecimento do mercado e, portanto, sem tantos subsídios para pesar os fatores que definem se deve ou não fazer uma transação. A plataforma evoluiu tanto que permite até negociar bitcoins.

Criada em 2009, a criptomoeda se estabeleceu como uma interessante opção de investimento. O Quantum, robô que faz arbitragem automatizada das moedas virtuais, oferece a possibilidade de comprá-las e vendê-las, aproveitando suas variações de preço em diferentes locais para gerar lucros. Em resumo, o algoritmo trabalha constantemente – 24 horas por dia, sete dias por semana –, identificando oportunidades para comprar quando e onde o preço da moeda está baixo, e para vender nos momentos de alta. As transações são realizadas automaticamente. Da diferença entre os valores, gera-se o lucro para o cliente. A rentabilidade e segurança da plataforma atrai 240 mil usuários em mais de 50 países – o Atlas Quantum gerencia mais de US$ 30 milhões.

Com esse sistema, diminui-se o risco decorrente da volatilidade do bitcoin, já que o robô não deixa a criptomoeda parada e, assim, sujeita ao risco de abrupta desvalorização. O funcionamento do Atlas Quantum, permanentemente apontando os momentos e locais propícios para compra e venda de criptomoedas e executando as operações, permite a distribuição diária de rendimentos.

Os resultados não deixam dúvidas: desde março de 2017, o sistema não registra prejuízo no fechamento de um dia. Nos últimos 12 meses, o Atlas Quantum gerou rendimentos acumulados de 58,64%, número bastante superior à poupança, cuja valorização girou em torno de 4,6% no mesmo período. Até mesmo a bolsa de valores não atingiu o mesmo patamar, já que o índice Ibovespa indicou evolução de pouco mais de 24% desde dezembro de 2017.

Foi o avanço tecnológico que possibilitou a criação do bitcoin e sua popularização. A tecnologia também já encontra soluções para que esse mercado se torne ainda mais lucrativo. Com o robô investidor que faz a criptomoeda girar, entrar nesse universo transformou-se em um processo mais rentável e fácil para o usuário.

Quer saber mais sobre o Atlas Quantum? Acesse https://atlasquantum.com/

Fonte:G1